sexta-feira, abril 03, 2009

O Português até ao longe sofre o estigma...

Hoje, não há graça....também não há motivo para graça....e como eu não sou monodimensional....hoje reflicto e partilho....o que para mim e aqui é algo quase inaudito...

Estava aqui a beber um cházito para acalmar a minha garganta irritada, enquanto faço pausa a tratar da roupinha...que já vou na segunda máquina, que eu cá não misturo os meus boxers abençoados com o resto da roupagem...e até já andei montado no meu aspirador e sorvi o Hydra-lar....e a louça lavada na pessoa da máquina, quando me acometeu um momento de contemplação...

A sala à minha volta ficou enevoada e à minha frente vislumbrei o que estaria a fazer se estivesse no UK....rapidamente percebi que provavelmente estaria na cozinha a tratar de fazer algo inolvidavelmente gastronómico....

Entre nuvens, mudei para PT.....o que estaria eu a fazer a esta hora em Lisboa....provavelmente estaria a sair do banho e a preparar-me para ir ter com a entourage para uma noite de farra imperdível, entre ataques de riso, e partilhas dissentâneas sobre os mais variados assuntos....

Confesso que me senti triste...não sei bem explicar que tipo de tristeza...mas um vórtice destituído de significado...uma falta de raízes e de referências e impacto visual chegado ao coração....O meu problema foi ter saído de PT in the first place...
Portugal não trata bem os seus filhos...impele-os a sair...para poder singrar...
Por um lado singra-se....por outro sangra-se....
Mas dizia eu que o problema foi ter saído de PT....como mostrar a um pássaro que se pode voar para lá da gaiola...há algo de confortável no limite do conhecido da gaiola...mas a expectação do lá fora é por mais convidativo...eu sou um pássaro (Cá nada de melros ou pardais ou aves pardas horrorosas! E periquitos azuis tirem-mos da frente!).

Preciso de me sentir acolchoado e vibrar aqui no Cantão Vaud! Preciso de arranjar amigo/as aqui em Lausanne. Vou abrir audições para tal durante o mês de Abril.
Se estás disposto/a a tal, contacta-me por mail. Aviso que dentição completa é pré-requisito mínimo!

Para me distrair e sentir-me mais perto daquilo que tanto critico em PT, resolvi ligar a TV e saltitar até ao canal da RTPinternacional...
Quando vejo a programação..... só não morri de tédio, pq se sobrevivi às aulas de álgebra na faculdade estou imune a tal....

VILA FAIA.....FUCKING VILA FAIA.....então é isto que o emigrante tem de ver longe do seu País???? É isto que lhes mata a saudade da língua, (E Barrancos é a capital do presunto, disseram agora num anúncio!!!! Vai daqui o meu beijo para a minha Gina, única Barranquenha da minha vida!) é isto que lhes colmata a alma, por estarem longe????
Ai...corri as gavetas à procura de cianeto....
Mas quem é que está à frente da grelha da RTPi? O Vasco Granja? Antes um desenho animado Checoslovaco!

E pronto, se quero sentir-me em Português, tenho de estar aqui a ver isto....e o pior é que tantos anos separam esta versão do original....e as prestações artísticas ecoam uma Manuela Marle a falar à tia, com chumaços ao nível dos ouvidos e a franja a entortar-lhe a vista....a olhar para a câmera perdida à procura do teleponto! Mas pior...diz o teletexto que a Vila Faia, é uma "série sentimentale portugaise"....oh sim...esvai-se-lhe sentimento a cada linha do argumento escrito...

E pronto hoje é isto...deve haver jorros de pessoas que discordam do que escrevi...e estão no seu perfeito direito...viva a pluralidade...contudo, como este é o meu blog, e como eu me sinto hoje particularmente ocasionado, vinco aqui o bastão tirano....(mas pouco, que por detrás das palavras, ainda que compassado, o meu também bate....!)...

18 Reacções:

Daniel Silva disse...

Hydra

Aqui em Portugal, somos MONODIMENSIONAIS e muito DISSENTÂNEOS numa ENTOURAGE INAUDITA e sempre INOLVIDAVEL, como um VÓRTICE à beira mar plantado, mas a EXPECTAÇÃO de JORROS de emigrantes por algo melhor, nao COLMATA a falha, e apesar de sermos particularmente OCASIONADOS, VINCAMOS a genuina pátria ;)


***

eh eh... just kidding with your own words...

As letras em caps são as que usaste no teu post. Por vezes o teu português nao te soa mal? ;) SE calhar é por isso que só passam programas de treta: para inducar mais e te lembrares que nao estás em PT, pelo que deves voltar, e por isso só passam programas tipo tremoço e cervejola... mas nao percebes a intenção da RTP-N e afins: é apenas para te trazerem de volta ;)

Kidding.

Abraços grandes :=)

Kapitão Kaus disse...

Hydra-Friend:)

Sabes bem o quanto sentimos saudades tuas. Mas também sabemos que tu estás aí porque, por cá, o país não valoriza nem tão pouco respeita os seus concidadãos. É triste que isto suceda em 2009, num país em que, cada vez que se aproximam actos eleitorais, gosta muito de vender a ideia de que é moderno, inclusivo e acolhedor. Mas aos jovens, a esses, diz-lhes: tens ali um belíssimo emprego num call-center; nunca conseguirás fazer nada nem viver a tua vida, mas é o que temos para te dar.
É triste, muito triste!:(
Acho que esta maneira de ver o mundo ainda se vai pagar muito caro colectivamente. (Mas isto são reflexões minhas...)

Hydra-Friend: acho que fazes muito bem em criar/expandir a tua rede de amigos/as. Para ti, não te será nada difícil, dado que és uma pessoa maravilhosa e fora de série!:)

Se as audições não resultarem, diz lá que não seria bem interessante, um dia, num destes dias de fim-de-semana, veres chegar um autocarro, com uma grande bandeira portuguesa, e reencontrares-nos, a nós, aos 44 que te seguimos (cf. "hydra-seguidores"), por aí?

(Fica a ideia lançada!)

Ag:)
KKF

pinguim disse...

Caro Hydra
realmente hoje o teu texto não é daqueles que faz rir, mas faz pensar, como o Kapitão bem analisou.
Pena é que nem toda a gente perceba isso e escreva coisas sem qualquer nexo.
Temos saudades tuas; não queres vir cá jantar connosco no dia 9 de Maio?
Abração.

Daniel Silva disse...

Pinguim, depois do que leio no teu comentário referindo-te a mim, deixa.me que te diga: estás a léeguas de distância da liberdade interior e do sentido muito próprio de humor do Hydra!

Além do mais penso (penso) que a coisa séria de que o Hydra fala não é exactamente um drama ou uma hecatombe: é apenas a infeliz sina portuguesa... Que ele, pela maneira como a escreve, assimila melhor do que tu... Tss, tss...

Vá, fica bem...

caditonuno disse...

só te digo uma coisa: estar longe numa terra que nao é a nossa, sem amigos, sem conhecer grande coisa é emocionante, mas apenas no princípio. depois começam as saudades, a solidão, o não podermos falar com alguém na nossa língua ou sobre a nossa fregião.

aguenta e faz amigos, mas que tenham os dentes todos!

Paulo disse...

« E a suydade nom descende de cada hua destas partes, mes de huu sentido do coraçom que vem da sensualidade e nom da razom, e faz sentir aas vezes os sentidos da tristeza e do nojo; e outros veem daquellas cousas que o homem praz que sejam, e alguuns com tal lembrança que traz prazer e nom pena; e em casos certos se mestura com tam grande nojo, que faz ficar em tristeza. » Foi assim que D. Duarte definiu em 1438 a saudade (Leal Conselheiro, cap. XXV - cf. aqui ou aqui ).

afinal, mantém-se actual, não mantém? e nem só de «graça» vive homem, amigo Hydra! bem sabes disso. aliás, é na (des)graça que mais nos revelamos, ou nos opostos, i.e., no riso absurdo de existirmos (longe), mesmo (não) misturando boxers e sentindo a falta de acolchoamento. temos por aí amigas (Genève e com dentição completa)! mas às vezes somos tão trágicos que nem o esgar do humor nos livra da tristeza.

um grande abraço nosso

João disse...

Força nisso primito.
Sei como é.
Senão vens cá estou a ver que tneho de rumar a Este para animar o mue Hyfra-primo :)

Cris disse...

ola!!
aah meu caro Hydra o "mal do PaIs",
q nao perdoa ninguém!!!
infelizmente , tnh mais enigmas q soluçoes. :-(
...nem acredito mt q alguém tenha!

Espero ao menos q ai o cinema se oiça na lingua original. aqui é um desastre...às vezes so me apetece gritar lol

Telefone ilimitado via estrangeiro,
(se possivel) por vezes ajuda.

Coragem!
Portugal n "est pas loin ;)

@++

Graduated Fool disse...

Vem visitar aqui o pessoal, talvez ajude, não sei.
Este teu desabafo faz-me mesmo pensar na vontade que tenho de emigrar, sair daqui, arriscar uma vida fora deste canto que tanto me irrita.
Sei que se ganha mas, aqui está a prova, também se perde, se sente a falta, a muita falta...

Pearl disse...

Hydra-brother:
Compreendo-te perfeitamente!
A única coisa que consigo ver na RTP África é jogo duplo, e quando estou em casa a essa hora...
É a vidinha de 'tuga fora de casa...
Bjks, Sdds

Pearl

Will disse...

Nunca sei o que dizer nestas situações (nem sequer sei se tenho que dizer alguma coisa) mas, por motivos que desconheces, conheço bem o que sentes.

Acho que nos resta a esperança do amanhã (o dia seguinte tem sempre mais sol, não tem?) e o consolo de que, onde quer que estejamos a insatisfação é algo que nos é inerente.

Força aí meu caro!

Ainda faço uma coisa bem portuguesa: alugo uma camioneta e organizo uma excursão com o pessoal... só que em vez de irmos a Fátima ou à Nazaré fazemos um desvio para a Suíça, LOLOLOL (tens é que prometer que nos arranjas uma banca de recuerdos que substituam as N. Senhoras luminosas)!

Restelo disse...

Tu ainda vais ter saudades da ilha...

Gigimaripoza disse...

Chamaste-me? :)))

1 beijo enoooooormeeeee cheio de saudades tuas :)))

medusasss disse...

Hydra amigo, consta que aqui se finou a nossa bela amizade... pois que eu já não tenho dentes do siso...

Shame on you!

lololololol
Saudades...

Angelo disse...

Os suiços - se é que tal raça existe! - é que deviam estar a fazer fila à tua porta para fazerem parte do teu círculo!!! E mais não digo.

Ou melhor, até digo! Tenho saudades da minha TV Cabo e até de algumas coisas da televisão lusa!
É que eu recuso-me a ver o lixo para lobotomizados que é a televisão japonesa. E meia dúzia de canais bifes não me chegam...

Não vais a Olissipo no verão?

Celeste disse...

Hydramix,

Vem ao jantar!!! Please?!

Olha, muita força e sem stress, ok?

Beiji**
PS: Please? :)

I.D.Pena disse...

uau, concordo contigo

antes blog do que nunca! disse...

"Confesso que me senti triste...não sei bem explicar que tipo de tristeza...mas um vórtice destituído de significado...uma falta de raízes e de referências e impacto visual chegado ao coração....O meu problema foi ter saído de PT in the first place...
Portugal não trata bem os seus filhos...impele-os a sair...para poder singrar...
Por um lado singra-se....por outro sangra-se...."


Puxa...que palavras mais exactas...verdadeiras...há tanto tempo que as procurava e agora...aqui as encontro...fez-me chorar. Parabéns!

1 Bj
Luísa