domingo, maio 02, 2010

No vale dos reis...(re-run 2 anos depois)

Contexto: Ontem, numa senda de gulodice e movido na mira de uma repetição calórica desenfreada, anuí ao encontro com uma grande amiga nos Pastéis de Belém! (Ai a metonímia tã' linda!)

No local do encontro marcado, deparo-me com a minha amiga, acompanhada de uma colega, que eu nunca tinha visto nem sequer conhecia...chamava-se C!

Ora a C é uma simpática e sorridente rapariga, portadora de um volumoso e assaz notório acrescento feminino estrutural.... vulgo, um valente peito pára-choques-chaimite...


É aqui que tudo me começa a correr menos bem ... E numa fracção de segundos o seguinte atabalhoado ocorre:

O meu olhar esgazeado de espanto perante as avultadas realidades orbiculares tornou-se custoso de disfarçar....e fingi um cisco numa vista, levando os dedos direitos às pálpebras dextras no intuito de disfarçar o mau momento facial....E a atrapalhação gerada empurrou-me fora dos eixos da normalidade educativa e saí-me com:
-Então? Tudo em cima?...

...E ao mesmo tempo, talvez sugestionado pelo meu descabido comentário, desci o meu olhar ao nível dos peitos da C e estaquei a voz...

O silêncio originado pela má frase apregoada e o concomitante mau vector direccional ocupado pela minha vista, rebateu-me à realidade....cerrei os olhos a meio, abri a boca de lábios fechados e pedi perdão à minha amiga com um olhar fugidio e um suspiro irmão...

Entrámos....
Achei por bem, seguir na rectaguarda!...Números, tecidos, suportes e dores de costas atascavam-me o pensamento...

Escolhemos o local mais feng shui ao episódio gastronómico e sentámo-nos....fizémos então os pedidos...
Para não adensar mais à inicial e indelével impressão de frenação mental por mim ocasionada...limitei-me a sorrir que nem um cãozinho de louça, enquanto as duas raparigas rematavam a conversa que tinham vindo a ter....

Nisto, o tfone da minha amiga toca...no visor algo que a transtorna e num ímpeto, indica que precisa atender....que vai demorar....e ordena que comecemos a faina nutritiva sem ela...

Vi-a desaparecer com desespero meu no dobrar da quina...pois o terror de engonhar conversa e sala com a C, tinha tomado proporções equivalentes à do seu peito...

Sugeri o ínicio...e alcancei um pastel de nata...na esperança de mastigar devagar...e assim me conter a maior atrapalho...

A C, metodicamente ordenou os 4 pastéis de nata pedidos...e começou o enfeito dos mesmos com: nada, açucar, canela e finalmente açucar e canela....enquanto me ia descrevendo o porquê daquela estratégia de sabores....
Ao que eu sorria de boca cheia e emitia um sim por movimentos...

A C, abrange o primeiro pastel...e degusta-o....

É aqui que tudo me começa a correr ainda pior ...

Com o trincar inicial praseiroso do dito, fracções da massa exterior estaladiça quebraram e cairam-lhe no decote...e mais se lhes adicionaram por vertiginosa queda com a continuada mastigação...e o montante de flocos somava e seguia "naquele vale V com vista desafogada até ao riacho"....

Nisto comecei a corar....a corar como qualquer inocente atrapalhado, acusado do mais inverosímil crime...corei e esforcei-me por manter o meu olhar longe daquele nadir...

Um esgar inquiridor de C acerca da minha nova cor adquirida, foi prontamente deflectido com um som de mastigar idílico...

Segue-se-lhe o 2ndo pastel....e mais o 3ro....e o efeito plataforma formado pela anatomia dos apêndices acumulhava-lhe cada vez mais fragmentos de massa, na prateleira inata abaixo do queixo....Quanto mais ali caía, mais eu fazia por me perder nos contornos do tecto...

Acabou o 4to pastel, e o limpar final dos lábios saciados adicionou mais açucar e canela ao monte reunido na sua concavidade natural...

Engasguei-me de tão desconfortável....e corei ainda mais...A C, indagava-me de boca fechada...

....

Naquele ponto, não me consegui segurar mais...o esforço sobrenatural para não mencionar o acaso nem o sítio do acaso...caiu por terra....e proferi com toda a educação que me havia falhado desde este início....e encetei com rigor científico...

- Sabes C, conheces o conceito da gravidade....e o conceito superfície que se interpõe à queda livre de um objecto?

A C, continuando de cabeça baixa, soergue apenas o olhar, mantendo a expressão inalterada...e diz que não....nem percebe a minha frase vinda do nada....

Para completar o meu discurso....aponto-lhe para o amplo V...enquanto escarlate me furto ao momento, olhando para a esquina da sala, na debalde esperança de ver assomar a minha amiga em meu salvamento...

A C, olha com dificuldade para baixo....e exclama....

- Oh...Pfff....isto é a história da minha vida....!!! Migalhas nas mamas!!!!


E num desabafo de descompressão quasi-infantil expeli sem consciência:

- Pois pudera....!!! E se lá caísse um pastel, aposto que nem notavas...! - Triste epitáfio o meu e o desta minha noite...


Epítome: ...a certeza de que não fiz uma GRANDE amiga...percorreu-me...

55 Reacções:

Teresa disse...

Ai Hydra, fui a primeira pela primeira vez a comentar, passe a redundância!!! Ai tá divino, ainda n consegui parar de rir, a minha colega de sala tá a olhar para mim k um ar "desta vez é k é, passou-se mesmo, e resolveu partir-se a rir com a cabeça pousada na mesa" Olha só te digo, meu querido 36B, k n cabe cá nada tipo pastel de nata!!!!

Anónimo disse...

Cavalheiro Hydra....

TU NÃO EXISTES!! :D

Aii que eu não consigo parar de rir que nem uma tontinha... ai opah como é possível cometer atropelo atrás de atropelo...hehehe :D

EXISTES E ÉS O MÁXIMO!! :D

Mas não estás a reparar nas inúmeras vantagens de ter uma amiga com tal prateleira...na eventualidade de necessitares de ter um local seguro para colocares as chaves do carro ou a carteira e tiverem as mãos todas ocupadinhas...já sabes o que fazer :) Sou tão má... :)

kiss kiss da Bonekita de Trapos

yolanda disse...

Eu paredes nunca pintei... mas violeta parece-me bem!!!! Li este post à cause de mon amie Lady Té e deixa que partilhe contigo, do mais profundo do meu ser... foi dos exorcismos mamários mais divertidos que já li. Parabéns pela prosa e, para a próxima... uma dica... olha para as unhas... sempre ficas com uma ideia da gravidade... no caso de um ataque se consumar.

Rita disse...

Por favor tu diz-me que aquele epitáfio foi dito para dentro e que não tiveste a coragem de tamanha alarvidade???
As minhas não são assim tão proeminentes mas como gosto muito de usar decotes também me acontece isso (embora em menores quantidades)...
Jokas

fj disse...

ohhhhh
já nao fui o primeiro..distraí-me por lá a fazer re.comments)
Bem my friend...
ja tinha saudades de rir com estas "estórias".A minha sorte foi ter começado a leitura pelo inicio do texto, sim! pq ás x começo mesmo pelo fim...manias minhas ;)
se tivesse lido a partir do fim e na diagonal, já nao conseguia ler o resto (chorei a rir)está demais ;)
...mas pelo teu "desabafo" mencionado no final... certamente vamos ter a narração do restante acontecimento...refiro-me à resposta da amiga C
ahahahha
Um abraço

fj disse...

my friend
tu fazes/editas o post ás 15h00 e a teresa e + 2 comentam até ás 15h00...assim não vale..tb quero ser primeiros :((

veni_vidi_scribi disse...

Lololol Não consigo parar de rir!!! :) Bem... isso é que foi uma aventura!!! Nem sei se hei-de ter pena da moça... ou de ti! :)
Gostei particularmente da prosa e da desculpa da gravidade :) Como se fosse a gravidade que forçasse os teus olhos a focarem o dito ponto!!! Só tu! :)
E é por estas e por outras que agradeço por ter as medidas que tenho :)

Beijinhos e boa semana

Kapikua disse...

o teu relato tá simplemente maravilhoso. Desmanchei-me a rir.

Mas a descontra da C também merece ser realçada.

Abraço

mik@ disse...

ahhahahahaha

desculpa master, mas... eu imaginava-te em tudo... menos nisto!

uih até choro de riso. deve ter sido embaraçoso até mais não... credo!!!!

mas desculpa lá... ela comeu 4 pastéis de nata?! assim.. de uma vez?!!! fónix...

ou eles era miniaturas ou vocês são mesmo gulosos. até fiquei enjoada (comi uma baba de camelo à bocadito... nao cabe mais doces)

tb não tenho esses problemas de me caber um pastel ou quiçá um gato no sutien... tadita da rapariga lol

master-hydra, eu e a med-mentora temos de te dar umas lições pra não ficares assim... tipo a babar pro decote generosos de uma senhora (ou a falta dele)

kisss :)

Fractal SMOG disse...

Eu, ao contrário da Rita, devo ter as minhas ainda maiores que as da C e não uso decotes!!
Pelo menos não dos que dão para perder um Pastel de Belém lá dentro e não dar por ele!!

Hydra-amigo: do not worry! Mesmo com o teu desabafo de consciência, talvez tenhas ganho uma amiga.

Eu cá prefiro ultrapassar logo, à primeira, a "quente", o choque inicial que provoco nos outros.

Uma valente boca quando os apanho a olhar-me para a prateleira e quebra-se logo o gelo!
Algo do género: "Estás a avaliar a prateleira a ver se dá para guardares aqui a carteira, é?"

Obviamente que depende muito de que amigos é que os desconhecidos são amigos, certo?

E sim, isto é incómodo, dá muitas dores de costas, torna-se difícil encontrar "suporte" suficientemente bom e inibe-nos de praticar quase todos os desportos... Sim, não quero morrer com uma mama na testa, se é que me entendes....

Agradeço contactos de cirurgião plástico de confiança. Sim, já entrei na fase de perder qualidade de vida e vou ter mesmo que fazer algo em relação a isto...

A todas as que pensam aumentar peito: experimentem encher dois balões de água; enfiem-nos no soutien e passem dois dias inteiros sem os tirar de dentro do mesmo, noite incluída.
Depois desta experiência, avaliem se ainda querem mais mamas....

(Ai, hydra, desculpa o desabafo...)

Nuno T disse...

Então, tudo em cima? lol

Vai na volta, vimos a mesma rapariga! Tu com direito a apresentação e eu só com direito à piadinha!

Quanto à frase final da C (que belo nome, by the way. simples e tal), confesso que também conheço muita miuda que a história das suas vidas é ter algo nas mamas... mas não são migalhas.
:)
abraço!

Ruca! disse...

ahahah. mais uma das tuas excelentes histórias, desta vez com uma bela 'punchline' no final e tudo.

mas a rapariga não sabia inclinar o queixo um bocadito para a frente, de modo a evitar a precipitação de migalhas, canela e etcs. na peitaça?

ou é daquelas que mete as mamas em cima da mesa, para dar descanso às vértebras saturadas? :)

abraço hydra-adrian mole

Escrever não dói disse...

Mas que história deliciosa. :)

Já agora... 4 pastéis? Isso é que é gula. Não há-de ela ter as mamas desse tamanho...

Restelo disse...

Não podias ter deixado ser ela a ter a última palavra, pois não? tss tss

JoaoR disse...

ESPECTACULAR.


Boa sorte com próximos "V"'s

;)

Graduated Fool disse...

Tu....... de facto.... lol

Cabra Expiatória disse...

(vou estalar os dedinhos neste... aquecer os nós dos dedos e tal... :p)

Estou curiosa!!

A amiga era mesmo C ou era DDD? É que, pela descrição, foste comer pastéis com um candeeiro de Bilbioteca daqueles americanos :p De certeza que não houve um Tunning aí, ou realmente a Mother Nature e os Pastéis de Belém têm uma fórmula milagrosa? (Sai mais barato que o dito tunning....

Next: Tudo em cima é o melhor elogio que podes dar a uma pessoa cujas glândulas mamárias criam um campo gravítico sozinhas, como se de dois planetões se falasse. É verdade, e quem não gosta come as batatas. Se fosse Então, estás em baixo? podíamos ter tido episódios de violência com canela... Ela que se recomponha (por muitas horas que isso leve) e viva com o que Deus lhe deu.

A seguir: "números, tecidos, suportes e dores de costas". AAAAAAAAAAAAAAAAHAHAHAHAHAHAH
Nem sei que diga...

Talvez...

"boa tarde.. eu queria um soutien GRANDE COMO A PORRA! Se tiver... se faz favor... senão vou ali buscar duas betoneiras e aproveito para massajar aqui os meus everestes"
"aço inox"
"betão armado"
"voltaren"

Mais: "aquele vale V com vista desafogada até ao riacho"(lucky bitch!!) está a ser local de despejos ilegais de detritos, e a gaija se não põe um babete (ou um lençol, cada um escolhe o seu tamanho), é porque quer adocicar a vida.

... Se ela tiver que correr para o autocarro, além dos olhos negros ainda fica com ciscos, e as pessoas (quando se recompuserem do sismo) vão perguntar quem é que a anda a tratar tão mal....

(epá sou tão Cabra!!! Será que devo continuar???)

Next: Big Melon (porque os Blind Melon já não estão juntos) e o conceito de superfície que se interpõe à queda livre de um objecto:

Oh Hydra... é uma boa maneira de fazer a pergunta, mas não achas que estás com As experanças um bocado em cima ???(HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHAHAHAH)


Bem. Já falei demais!!!!


Moral do comentário:

ADOREEEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIII!!!!!!!


Capro-jinhos às toneladas (ou às gramas, que de toneladas já deves estar tu farto)

:p

Cabra Expiatória disse...

Experanças era para ser Esperanças, não sei o que é que aconteceu aqui... foi um errozinho :p

Leuviah disse...

Simplesmente divinal :) do melhor que já li e ri até hoje num post ;P

Tu proferiste mesmo a última frase toda à C?!? LOL

Besito***

SPQMA disse...

É a 1ª vez que comento aqui no teu "tasco".

Mas o meu 1º comentário resume-se a isto:

LOLOLOLOL

(Não consigo parar de rir)

Gione disse...

Tens a certeza que era C ?
Já viste ... a rapariga é tipo dromedária e tem sempre comidinha armazenada não vá dar-se um caso de fome súbita.
La creme de la creme!

Lady Oh my God! disse...

Oh Hydra!!! Mas que post hilariante! até uma lagrimita verti de tanto riso :D genial!

medusasss disse...

Good Lord!
Hydra-friend... a tua vida reveste-se de episódios cada vez mais surreais!
Não é a história da vida de C, mas sim o teu mal-estar... e o comentário final (pastel hydra-friend? pastel?)!!! Andas a habilitar-te a uma estadia paga nas urgências mais próximas!
lololol
Mas fiquei presa na tua história, desde a primeira palavra até à última... já só pensava "Mas o que vai sair daqui!!!"
Está excelente!
Beijinhos!!!

Leila* disse...

Bolas com 4 pastéis não havia a miuda de "crescer" demais em alguns sitios!! =)

Gostava de ter visto a tua cara vermelha, com bochechas cheias de pastel e a tentar dizer umas palavritas acerca da gravidade!! =)

Kiss

iFrancisca disse...

Meu Deus! Como podeste dizer uma coisa dessas? Realmente coitada de menina!
Beijocas

Mim disse...

Jasus!!

Ela comeu 4 pasteis de nata? Então é esse o segredo para ter mamas avantajadas? já podiam ter dito!!

Kapitão Kaus disse...

Oh meu caro Hydra-Friend!

Mas essa tua reacção é perfeitamente natural, dado os interessantes estímulos visuais e gastronómicos (LOL) a que estiveste sujeito!

Abraço grande:)

KKF

Fatima disse...

Oh Hydra cada um coloca os "air-bags" onde pode.....ele há situações!!!!!

Angelo disse...

Tu NAO es normal!!!!

Venia

rato do campo disse...

Podia ser pior, podias ter perguntado se estavam boazinhas as 3 (ela e as mamas), após te ter sido apresentada, como um mocinho que eu cá sei... ;) Abraço!

Joao disse...

Nunca se sabe. As grandes amizades começam das maneiras mais inusitadas. E de certa forma até foste lisongeador, cof cof.

Telak disse...

Salvé!

já mandei muitas palavras despropositadas até da sua própria frase,
ainda que não com tanta violência...ou pelo menos que me recorde! mas ..essa Tirada à matador sem medo de repercussões é genial, digna de um profissional de Andaimes!

epa..tou curioso sobre o resto!e depois?e depois?

Anita disse...

lololololololololololololol:)))

si...hydra...muito me fazes rir seu trengo!!!!

mas olhas...se não estiveses a olhar para onde não devias terias evitado esse "maldito" epitáfio!!!!

espero que a menina seja de memória curta ehehehe:)))

e olha...pasteís de Belém????ai..ai...agora tu é que mereces uma valente Hydra-traulitada!!!!eu não resisto a esses pasteizinhos!!!!

ehehehe

beijinho***

pinguim disse...

Olha não o que dizer, ainda estou "enpaturrado" de riso...
Tu, realmente, como diz acima o Ãngelo NÂO é normal (no sentido positivo, é evidente).
Consegues transformar um dia de chuva num sol radioso, um momento mau do nosso pensamento num sorriso escancarado, uma dor passa a ser apenas uma "alfinetada"; ler-te devia ser receitado como anti depressivo.
Obrigado por este e tantos outros posts teus.
Abração.

Olá!! disse...

estrondosas gargalhadas... só tu...
obrigada por este momento de grande risota....
Beijosssssssssssssssssss

Diabba disse...

4 pasteis de nata de uma vez?? Arre porra! E tu 3? caramba... isso é que é falta de açucar!

beijo d'enxofre

Celeste disse...

Tss, tss... O menino não tinha pasteís para comer em vez de estar a olhar para as mamas da moça?! MAU! :D :D

És um doido... mas fixe!

Beiji**

ladybug disse...

Posso-te garantir que a C. não deve estar nem aí para o teu deslumbramento... :) Como ela própria disso: é a história da vida dela ;)

Beijoca

Francisco disse...

Ai que caraças!!

:D

Este blog é o máximo, arranjas com casa coisa para colocares aqui :P

Tu não te queres candidatar a guionista?

Com histórias verdadeiras e outras inventadas por ti, dava para fazeres umas séries de televisão brutais hehehehehehe

Abraço.

Cris disse...

Ora bem,
li (já nao sei onde),
o importanteé fixar um ponto algures , e concentrar o espirito la em cima ..lol...
é uma terapia um bocado chata, pk o espirito é teimoso..
e se o olhar é esgazeado ... :-D

Pstelinho d nata q saudade!!! :-(
(e ela comeu 4, q gulosa)

Hydrargirum disse...

Meus querid@s Amig@s:)

Mto obrigado pelos vossos comments:)

O que eu me ri com aquilo que vocês escreveram....há aqui pérolas e mais pérolas de humor que valeram de largas gargalhadas!:)

Eu nunca tinha visto nada assim, fora do mundo Porno, claro (Quer dizer...contaram-me!LOL)

Aparte figuras bem menos edificadas da minha pessoa face à "frontalidade" de C....os problemas na coluna, devem ser um horror de facto...:/

Beijinhos e abraços para Tod@s vocês;)
Hydra:)

AllenGirll disse...

Ainda me hás-de explicar como é que fazes para descrever momentos com tanto pormenor! Demoraste quanto tempo a fazer este texto, Hydra?LOLOL :)

Foi mais um Hydra-moment, cheio de graça..claro! Eu é que não queria estar na pele da C! Pobre coitada, nem deve poder com as mamas...LOLOL :)

BJinhos*

AllenGirll disse...

AH!

E não acredito que nunca tenhas visto algo assim...Qual mundo porno, qual quê!!LOLOLOL :P

Jinhs*

Dogma Central disse...

ahahaha, até me fizeste perder a compostura.

P.S.- QUATRO pastéis? Que betoneira! Deve-lhe ir tudo prás mamas, só pode.

Gata Verde disse...

A C deve ser bem volumosa a enfardar dessa maneira!!!

Beijinhos e bom domingo

Anónimo disse...

:)
:D
LOL
Loved it!!!!

Lots of Kisses for you my beloved and fantastic friend******

Londoner ;)

João disse...

Hilariante

Pearl disse...

As gargalhadas estão a atrufiar-me a mente!
Juro... se soubesse que tinhas este post aqui, já cá tinha vindo há dias, e Deus sabe como estoua precisar de rir desmesuradamente!
Não é possivel que tu instigues situações destas de forma tão recorrente!
Hydra-brother, tu ÉS D E M A I S
:o)))*** *** ***
(obrigada por existires!)

Angelo disse...

Ao ler isto, imaginava um Ary dos Santos a declamar o teu belíssimo texto. Porque seria possível!

Não precisavas era de ser bruto no fim, pá!

E, agora, sinto-me parte do mundo. Por conhecer esta história!

lu disse...

Déjà vu?

X disse...

Nãao fizeste uma GRANDE amiga nem tão pouco uma amiga do peito...

pinguim disse...

Obrigado por repetires isto!
Devia ser obrigatório nos manuais escolares de uma nova disciplina, género APRENDA A ESCREVER BEM, RINDO!
Abraço.

Spirit disse...

Post 6 estrelas!
Chorei a rir :D

mitro disse...

Espero que antes tenhas ficado com o número de telefone...

isabel disse...

genial! vou começar o dia a ler-te, pois já vou com um sorriso na cara. para o mundo.

obrigada. e ao pin!!