terça-feira, outubro 27, 2009

Doce Cãoventual

Cozinha:

Eu, sentado à mesa.....trincando em câmera lenta o meu travesseiro de Sintra...sorvendo com todo o afinco cada dentada minúscula no intuito de prolongar o prazer....adensando aquele momento e perpetuando-o pelo revirar analítico da minha língua, captando o sabor à mais ínfima partícula...

O mundo?...Inexistente à minha volta...uma névoa de contornos e cores esborratados pelo canalizar exclusivo do sensorial ao paladar....

Os olhos fecham-se e um sorriso esbatido abraça o mastigar...perco-me envolvido na ocasião e o meu corpo rejubila em suaves contorções a cada morder....

...............

Entre dentadas....num semi abrir de olhar....reparo que sentada defronte está a Hydra-irmã...lacónica na expressão e cravada na minha direcção....

Esgazeio os sentidos...e indago à volta em midríase, interrogado pelo facto da turbidez do momento me ter alheado à vinda e presença da parente....

Retraio-me e ao meu travesseiro na cadeira....denotando a posse do prazer....
Ela, fixada em mim continua....
Mirando-a a medo....agarro-me à vida do doce....e mordisco-lhe uma outra ponta...em silêncio....

Cerro os olhos na direcção dela....Ela engole em seco....vidrada no travesseiro....
Sinto-lhe um movimento discreto....antevejo hecatombe.......rosno de mansinho....

O seu olhar esmorecido....contabescente...
Nisto, impelida de coragem ao desespero...abandona o lugar primo, e vem-se sentar contígua...e ofega...

...............

Irritado pela interrupção gastró-onanista....quebro o silêncio e raivoso ribombo no ar....:
- Queres uma dentada?

Ela responde soçobrante qual pierrot:
- Sim, quero....!

E eu voraz....mordi-lhe o braço!!!!!

12 Reacções:

Fatima disse...

É de Hydra!

Speedy disse...

travesseiros não se partilham. Nem um laço de sangue é mais forte.

Dead Cowboy disse...

Lá foi o prazer sensorial pro galheiro. A não ser que a Hydra-irmã tenha aproveitado ao máximo o estímulo que o sentido do tacto lhe ofereceu.

Angelo disse...

Grande Hydra, pá!

Gi disse...

Foste mesmo cãopincha, pá!

PS.: O treinador do Nacional deve ter explicações de bem falar a toda a trela cãotigo, penso eu de que. ;)

Patrícia disse...

Estou a ver que tinhas antídoto à mão.

zeh disse...

o que eu não dava por um travesseiro... :s

Maga disse...

o mesmo que eu faría! é assim mesmo!
beijocas

pinguim disse...

E eu a preparar-me para uma formal conversa familiar, e atiras-me tu com a terrível verdade, nunca antes imaginada: tu mordes!!!
Abraço de riso.

Su disse...

Delicioso!!!!! Nunca interromper um momento gastro-onanista!!!! :P

Rita disse...

Hydra Friend, Até consegui "ver" a cena fantástica e com um desfecho inesperadamente delicioso (ou não, dependendo do sabor do braço de Hydra-Mãe)...
Jokas

FigueiRita disse...

E mai nada... Ah Leão...